Introdução ao Snooker – o que precisa de saber para jogar

jogo de Snooker

Por entre os inúmeros jogos de bilhar que existem, o snooker é provavelmente o mais popular em todo o mundo, e ao mesmo tempo, aquele que gera mais atenções com as suas competições internacionais de alto nível.

Já desde meados do século XVI que existem mesas de bilhar, na altura ainda sem bolsas, mas foi a partir do século XIX que este passatempo se popularizou, sobretudo nas colónias britânicas, onde os nobres ingleses o jogavam com frequência, especialmente na Índia. É nessa altura que surge o snooker, e foi o ponto de partida para a sua expansão. Hoje é apreciado principalmente em Inglaterra, em países sob a sua influência (ex-colónias e da Commonwealth) e na China.

O jogo de snooker implica algumas especificidades em relação aos restantes jogos de bilhar, sobretudo no que diz respeito à mesa. O número e posição das bolsas mantém-se como nas restantes, mas por se jogar com um elevado número de bolas, a mesa é obrigatoriamente maior, com dimensões oficiais de 3,6m de comprimento por 1,8m de largura.

No total, snooker joga-se com 22 bolas lisas: 15 vermelhas, e em seguida uma bola de cada uma das seguintes cores: azul, verde, rosa, amarelo, castanho, preto (a estas chamam-se “bolas de cor”). Existe por fim, obviamente, a bola branca a completar o conjunto. Como em qualquer outro jogo de bilhar, as tacadas são dadas exclusivamente na bola branca, através das quais se deve inserir as restantes nas bolsas.

A cada cor corresponde um número de pontos, e o jogador vitorioso será aquele que conseguir a maior pontuação. Para isso, deverá embolsar alternadamente uma bola vermelha e uma bola de cor à sua escolha (que é depois recolocada na mesa), até que não sobrem vermelhas. Aí, terá então que embolsar as bolas de cor pela sua sequência de pontos.

O jogo termina quando todas as bolas tiverem sido embolsadas ou, mais frequente, quando a diferença de pontos entre os jogadores é tal que a quantidade de pontos ainda disponíveis já não será suficiente para a inverter.

No que diz respeito ao número de pontos que cada bola atribui, a ordem é a seguinte:

  • Vermelho (cada): 1
  • Amarelo: 2
  • Verde: 3
  • Castanha: 4
  • Azul: 5
  • Rosa: 6
  • Preto: 7

Assim, a pontuação máxima possível é de 147 pontos, ainda que em situações extremamente raras seja possível excedê-lo, devido a penalizações.

Cada bola tem uma posição específica na mesa, devidamente marcada no tapete:

  • as bolas vermelhas são dispostas em triângulo, virado para a tabela mais distante;
  • a bola preta é disposta por trás das vermelhas, entre estas e a tabela;
  • a bola rosa é colocada exactamente em frente ao triângulo de bolas vermelhas;
  • a bola azul é colocada a meio da mesa;
  • as bolas verde, castanha e amarela são colocadas no semi-círculo, por essa ordem e da esquerda para a direita.

É também nesse semi-círculo que é colocada a bola branca para a tacada inicial. O jogador que inicia o jogo pode posicioná-la em qualquer local dessa área, sabendo que terá que atingir uma bola vermelha. Sempre que inserir uma bola, a sua jogada continua, até que não o consiga fazer ou cometa uma falta.

Como foi dito anteriormente, sempre que uma bola de cor é embolsada, é devolvida à mesa – excepto se já não restarem bolas vermelhas. A bola é, portanto, devolvida à sua posição original, ou caso não seja possível (por estar ocupada por outra bola), à posição mais alta possível.

Durante a sua jogada, o jogador tem sempre que jogar especificamente a uma bola, tentando embolsá-la em regime de exclusividade. Ou seja, se joga à bola verde e insere a bola castanha por sorte (ou acidente), não receberá qualquer ponto por esse feito.

Na generalidade, a maioria das faltas é comum aos restantes jogos de bilhar: não tocar em nenhuma bola, tocar numa bola indevida (de cor quando joga às vermelhas, ou a uma cor diferente daquela que intencionava), fazer saltar uma bola para fora da mesa, entre outras. Para cada falta, a penalização consiste na atribuição de pontos ao adversário, na proporção directa do número de pontos da bola indevidamente embolsada (ou que era o alvo do jogador penalizado).

Sobretudo no que diz respeito ao snooker profissional, de alta competição, as regras, faltas e penalizações desdobram-se em muitos mais artigos, que poderá consultar directamente no website da World Snooker Association (maior autoridade mundial deste desporto). Mas se para já não pretende entrar em torneios internacionais, e procura antes um outro meio de diversão, só lhe falta mesmo encontrar um adversário e… boas tacadas!

Votação: